25º Livro do Ano

"Adoro problemas", Michael Moore
Quem já assistiu qualquer coisa de Michael Moore, tem apenas duas opções: amar ou odiar. Com ele, este cineasta estadunidense nascido em Flint, Michigan, em 23 de abril de 1954, não é possível ter meio termo. Documentários como "Farenheit 9/11" e o premiado "Tiros em Columbine" conseguem mostrar toda a acidez e genialidade deste homem. O primeiro, "Roger and me" nasceu da vontade de mostrar o que o fechamento da GM em Flint causou à cidade e seus cidadãos. Ou seja, ele vai até onde ninguém imagina para brigar por aquilo que acredita, inclusive passar por todos os processos até falar pessoalmente com o dono da General Motors. E ele sabe fazer isso com maestria...
Comprar o livro foi um prazer, lê-lo então é indescritível. Não terminei antes por pura falta de tempo, porque é delicioso perceber como alguns gênios estão ali, bem ao lado da gente no dia-a-dia. O livro é sobre a vida de Moore, os momentos em que teve que encarar as consequências de escolhas que fez num mundo que não foi feito para a verdade - e quem escolhe dizê-la deve saber que não será benquisto em quase nenhum lugar. Escolher tornar-se um pária é só para os fortes... E estes são poucos no mundo de hoje. 
Desde a adolescência, Michael foi diferente, pensava diferente e se destacava por querer saber, perguntar, descobrir...
Momentos de sua vida (a premiação do Oscar, a escolha pelo Seminário, a desistência um tempo depois, a morte da mãe...) coisas que passaram a fazer parte da vida desse homem comum, mas muito acima da média.
Ler sobre isso é fantástico. Como tudo se encaminhou para Michael Moore ser Michael Moore -"O homem mais odiado do mundo"- é maravilhoso de se saber. 
Uma leitura deliciosa, leve, interessante... Só adjetivos maravilhosos para a história de vida (uma pequena parte dela, eu diria...) de uma pessoa acima da média e acima de toda a mediocridade que enfrentamos no cotidiano. Moore ama seu país, mas não é burro e enxerga longe. Sua família sempre acompanhou a política e isso só contribuiu para sua inteligência. Ele vê o que está errado, mas gosta de compartilhar sua visão conosco, meros mortais.
Um achado. Um privilégio.
Enjoy!!!
...antes que seja proibido...

Comentários

Postagens mais visitadas