9º livro do ano

"O jantar", de Herman Koch
Um livro surpreendente.
Não vou dizer que foi um tiro no escuro, pois a recomendação de leitura partiu nada mais, nada menos, do que de Marília Gabriela. Mas, caro leitor, antes que você pense que eu e Gabi, uma das mulheres mais talentosas e inteligentes desse país, somos íntimas devo esclarecer que eu a "sigo" no Instagram e vi a postagem que ela fez sobre este livro, dizendo que era muito bom, tanto que ela o devorou em horas. Segui a dica e não me arrependi.
O autor é holandês, o que revela certa tendência do atual mercado editorial em buscar autores diferentes do café com leite estadunidense. Como "rata de livraria", tenho notado que há uma maior oferta de livros de autores suecos, noruegueses e, diga-se de passagem, histórias muito boas. Herman Koch não fica devendo nada!
O livro conta a história de um jantar entre dois casais, dois irmãos e suas respectivas esposas, que foi marcado para acertar o que fazer sobre um acontecimento envolvendo os filhos de ambos. Os fatos são mostrados entre as refeições que vão sendo servidas. Conforme o desenrolar da história, Koch envolve o leitor numa trama que  mostra que nada é exatamente o que parece, que vivemos numa sociedade que preza a aparência e a hipocrisia e que exalta de forma não assumida essa relação doentia entre o que somos e o que gostaríamos que os outros pensassem que somos...
A narrativa é composta por idas e vindas no tempo e na vida dos personagens, compondo o atual cenário e mostrando como chegou-se ao que está acontecendo. O mosaico de emoções vai sendo montado aos poucos e a compreensão do que realmente aconteceu é surpreendente. Você caminha para aquela epifania assustadora, quando sua primeira reação é a de negação - não pode ser, não é possível. Ainda assim, completamente verossímil, nada muito diferente do que vemos no cotidiano, e, por isso mesmo, o enredo é tão cativante, pois nos vemos retratados ali. Você termina o livro com aquela sensação de admiração, de surpresa e apreensão.
Fantástico, cativante, cruel.
Excelente leitura!

Comentários

Postagens mais visitadas