26º, 27º e 28º livros do ano

"Jogos Vorazes"
"Em chamas"
"A esperança", Suzane Collins
Eu confesso que tive uma certa resistência em começar a ler esta trilogia. Achei que era juvenil demais, adolescente demais... achei que não iria me agradar, especialmente após algumas experiências com o autor John Green (cujo livro "A culpa é das estrelas" eu li e adorei e depois nunca mais consegui repetir a dose...) Minha amiga me indicou, disse que era bom e eu fui protelando a oportunidade de ler...
Depois vieram os filmes, que também não assisti, apesar de ter ouvido inúmeras críticas...
Até que... eis-me aqui!
Eu adoro trilogias, adoro ver uma continuidade na história e ficar esperando o próximo livro, como uma novela mas milhares de vezes melhor. E adoro distopias, a análise que nós fazemos do nosso mundo atual e do que ele pode vir a se tornar com o passar dos anos... E esta aqui não me decepcionou em nada! Apesar de ser sim uma história feita para jovens, o ritmo e o conteúdo são perfeitos! Eu devorei os livros, especialmente os dois últimos! Amei a composição dos personagens, especialmente o trio protagonista e tive o mesmo desejo gostoso que só o leitor apaixonado consegue entender, aquela vontade de que os personagens fossem reais, pudessem ser encontrados ali na esquina para podermos conversar sobre seus dramas...
A história gira em torno de um um mundo futurista, governado por um tirano que, para marcar a data da derrota do único levante da população contra seu poder resolve criar uma "comemoração" denominada "Jogos Vorazes". Os doze distritos que formam o que antes fora a América do Norte devem oferecer um jovem casal que lutará até a morte em uma arena projetada por um maníaco Idealizador que terá tudo o que for possível imaginar. Somente um sairá vivo.
Uma coisa injusta e sem sentido: os distritos estão destruídos em sua maioria, a população trabalha muito com muito pouco em troca. Há fome e desnutrição por todo lado, exceção feita aos distritos mais próximos da Capital. A partir dos 12 anos, cada jovem é inscrito automaticamente. Se sua família inscrevê-lo mais de uma vez, terá direito a uma cota extra de ração. Assim, alguns jovens tem seus nomes colocados 10, 20, 30 vezes, dependendo da quantidade de bocas a serem alimentadas...
A heroína Katniss Everdeen não foi sorteada: ela oferece-se para ir no lugar de sua irmã Prim, de apenas 12 anos, sorteada logo na primeira vez em que foi inscrita. Junto com ela, foi sorteado o jovem Peeta Mellark...
No primeiro livro, compreendemos o jogo e a revolta de Katniss quanto ao absurdo desse evento. Ela é passional, ela é visceral. E você se apaixona por ela por sua impulsividade, sua ânsia em fugir, proteger e ser forte. Autêntica heroína! Detalhe: o tal Jogo é transmitido para toda a Panem, espécie de Big Brother  elevado a enésima potência. E uma impulsiva atitude de Katniss provoca a ira da Capital.
A partir daí, vai se formando um triângulo amoroso entre Katniss, Gale (o amigo de sempre) e Peeta, o companheiro.
No segundo livro, a atitude de Katniss ao final do Jogo provoca a ira da Capital. Não há muito mais a fazer: Snow, o presidente, a quer morta. E, para tanto, aproveita a ocasião do 3º Massacre Quartenário e convoca um casal vencedor de cada distrito para lutar novamente. O clima de insatisfação fica mais latente e há uma reviravolta ao final do segundo livro. A aliança entre Peeta e Katniss é forçosamente quebrada.
No terceiro livro, com o caos instaurado pela guerra, Katniss assume a cara da Revolução, mas não quer ser apenas isso. Quer participar de maneira ativa. Peeta está nas mãos do Capital, o que mata um pouco nossa já sofrida heroína. A partir daí, as emoções vão sendo cada vez mais provocadas. Eu devorei este último livro, tamanha  a ansiedade em descobrir o que aconteceria...
E confesso que eu adorei o final! Eu torci  e aconteceu!!! Adoro quando é assim!
Leia. Leia porque vale muito, muito a pena! Os personagens são muito bem construídos, apaixonantes... Viciantes!
Os filmes também são muito bons e a Jennifer Lawrence como a protagonista só colaborou para tornar irresistível todo o conteúdo!
Vale cada letra impressa!!!
O tordo, o símbolo da Revolução
Gale (Liam Hemsworth), Katniss (Jennifer Lawrence) e Peeta (Josh Hutcherson)

Comentários

Postagens mais visitadas