1º Livro do ano...2015

"It - A Coisa" , Stephen King"
Esse calhamaço tem exatamente 1102 páginas e foi escrito, segundo palavras do próprio autor, entre 09 de setembro de 1981 e 28 de dezembro de 1985. Quatro anos!
Estou lutando com ele desde os primeiros dias de janeiro. Hoje é 08 de fevereiro... Acho que nunca demorei tanto para ler um livro de King!!!
A história é interessante, mas estava de férias e acredito que foram as férias em que menos li na minha vida de adulta...
"It" já virou filme e li recentemente que ganhará um remake ainda este ano, dividido em duas partes. A primeira adaptação é de 1990  e conta com todas as limitações próprias da época. Acredito que o remake tende a ser mais organizado e com efeitos de tirar o fôlego, porque pela história cabe muuuuito efeito especial...
A história é relativamente simples: Derry, no Maine , é uma cidadezinha pacata que passa por uma enchente acompanhada de uma tragédia: o irmão de Bill Denbrough é morto sem uma explicação. Ele foi encontrado sem um braço, na rua, próximo a um esgoto.
Um determinado grupo de crianças passa a ter experiências no mínimo peculiares depois disso e, por acaso ou destino eles se encontram , compartilham tais experiências e de uma maneira que foge da compreensão, sabem que o que acontece em Derry vai muito além de qualquer explicação conhecida.
É muito interessante a construção (pra variar...) que o escritor faz. Ele passa boa parte do livro contando detalhes que fizeram a diferença na vida de sete crianças e como tais acontecimentos colaboraram para o encontro deles (por isso a profusão de páginas...) O que cada um vivenciou separadamente os leva a compreender o que está acontecendo. E, como um corajoso grupo de desbravadores, eles decidem acompanhar e ajudar Bill em sua vingança contra o que eles denominam de A Coisa.
30 anos depois, Derry volta a vivenciar estranhos acontecimentos. Relembrando uma promessa feita por eles e selada com sangue, Mike liga para cada um e relata o que está acontecendo. E eles resolvem voltar a Derry e encerrar o que começaram um dia.
A história envolve muitos detalhes, detalhes que farão a diferença no desfecho.
Com dor no coração, confesso que esperava um pouco mais desta história. É um ótimo suspense com toques de sobrenatural, não o vejo como "uma obra prima do medo". Por serem sete personagens, há muito o que se explicar até o encontro deles. E depois tem detalhes que eles viveram em grupo que também são importantes para o desenvolvimento da história. E depois, precisa explicar como está a vida de cada um agora adultos para proporcionar o reencontro e o enfrentamento. É realmente muita coisa pra se falar e contar!
Talvez, em outra época, tenha sido realmente um terror apavorante. Mas hoje acredito que tenha se tornado um clássico por ter nascido da brilhantemente doentia imaginação de Stephen King, não tanto por provocar medo.
De zero a dez: oito.
Humilde opinião.
E vamos que vamos que preciso bater minha meta de 100 livros no ano...

Comentários

Postagens mais visitadas