5º Livro do ano

"Brutal", Luke Delaney
(Me assustei agora : quinto livro??? Só cinco livros até agora?! Estou lendo pouco este ano... por que será? Acho que a internet influencia de maneira direta isso: tenho mais tempo livre e estou aproveitando-o de maneira equivocada...)
Este livro me chamou a atenção desde seu pré-lançamento. Gostei da história e da história da história: o livro é sobre um policial obstinado, Sean Corrigan, que teve uma infância difícil com seu pai pedófilo e violento, que persegue um cruel serial killer em Londres. Só por ser sobre serial killer já chama minha atenção. Mas o diferencial veio quando eu soube que o autor (na verdade, esse é seu pseudônimo: Luke Delaney) é um ex-policial e investigador da polícia londrina. Isso me despertou maior curiosidade ainda. E ainda: sai do eixo norte-americano. Melhor ainda!)
É interessante frisar que esse passado doloroso obviamente assombra Sean. Ele teme que talvez algo de seu pai possa existir nele, hoje também pai de duas meninas. Será que ele tem um monstro dentro de si? No entanto, ele usa essa sombra para ampliar seu trabalho: quando ele investiga um caso, toda a equipe diz que ele mergulha a tal ponto de se colocar no lugar do assassino - e por isso ele é tão eficiente em sua captura.
Porém, surge um novo caso. Um assassinato cruel de um homossexual passa a ser um desafio: crime comum? Passional? Mas, quando outro caso de assassinato é descoberto com características muito próximas deste descoberto inicialmente, as pistas levam a alguém acima de qualquer suspeita.
Pra não falar muito nem contar o final, há uma reviravolta de cair o queixo! E a descrição de um dos assassinatos é tão real que me deixou com medo...
Excelente livro!
Ah, e o personagem já deixou aquele gosto de "conta mais". Acredito que Sean Corrigan estará de volta em breve.
Merecidamente!
De 0 a 10: 9!

Comentários

Postagens mais visitadas