The King!

Na semana que passou, mais precisamente na quinta-feira 10 de setembro de 2015, o senhor Stephen Edwin King recebeu das mãos do Presidente dos Estados Unidos Barack Obama a "Medalha Nacional de Artes", premiação criada pelo Congresso Estadunidense em 1984 que pretende homenagear os grandes artistas do país que tenham importância e influência na cultura do país.
 Stephen King influencia não só a cultura dos Estados Unidos, mas sim do mundo todo. Um dos escritores mais famosos e prolíficos, King tem uma obra que já passou de 60 publicações, entre terror, suspense, drama, não-ficção, contos e por onde mais sua imaginação permitiu que ele chegasse.
Sempre falo que sou fã de Stephen. Admiro especialmente seu talento em escrever o maior absurdo e fazer com que você acredite que pode ser real. Alguns livros, como "Cemitério Maldito" e "Desespero" fizeram o "favor" de ficarem dando voltas em minha mente mesmo depois de um tempo lidos. "À espera de um milagre" me emocionou muito, muito mesmo. Uma das histórias mais marcantes que já li na vida... Outros enormes, chegando a mil páginas, como "Sob a redoma" ou "It- uma obra prima do medo". Enfim, a gama de estilos que esse autor consegue atingir me encanta e, por isso, humildemente, prestarei essa homenagem.


10 coisas que talvez você não saiba sobre 
STEPHEN KING!!!

( Inspiração veio do canal da Tatiana Feltrin, minha mentora intelectual...rs ela nem imagina isso... vi esse vídeo aqui e resolvi tentar algo em menor proporção. Sou humilde. ;-)
As informações eu vou tirar da biografia do Stephen, escrita pela Lisa Rogak, que li em janeiro do ano passado, mas obviamente tem muita coisa escrita sobre King na web. Vamos lá!
1-Stephen Edwin King nasceu no dia 21 de setembro de 1947. Sua mãe, Nellie Ruth Pillsbury, foi diagnosticada como estéril e, juntamente com seu marido, o marinheiro Donald Edwin King, resolveram candidatar-se a adoção. Seu irmão, David Victor foi adotado em 14 de setembro de 1945, um mês após o fim da Segunda Guerra Mundial


2-Ele prefere ser chamado de Steve.



3- King costuma dizer que tem "residência permanente na República Popular da Paranoia", já que sua lista de medos é gigante e cada vez aumenta mais: escuro, cobras, lugares fechados, morte, ser incapaz de escrever, voar... Ele tem triscaidecofobia - pavor do número treze. "Quando estou escrevendo, nunca paro de trabalhar se a página é número treze ou um múltiplo de treze. Apenas continuo digitando até chegar a um número seguro."




4- Ele teve um problema sério com seu vício em álcool e cocaína. Na época da Faculdade , ele consumia maconha, mas o álcool sempre foi seu companheiro. Ele consumia com facilidade muita cerveja, a ponto de espantar os colegas com a velocidade que o fazia. Basicamente, ele ficava sóbrio para lecionar.  Já a cocaína era uma "droga energética": ele sentia que sua produção aumentava. Seu livro "Cujo", de 1981, ele diz que não se lembra de ter escrito e ele o produziu no auge do vício.




5-O pai de Stephen, Donald, foi embora de casa quando ele tinha dois anos. Nunca mais o viram. No fim dos anos 1990 uma equipe da CBS (rede de TV estadunidense) trabalhava num documentário sobre o autor e, a partir de um número de documento descobriram que Donald havia morrido em novembro de 1980. Ele tinha uma nova família, quatro filhos. A "esposa" do pai de King (lembrando que bigamia é crime e ele nunca se divorciou de Ruth) era uma brasileira que possivelmente nunca soube do passado do marido.




6- King não gosta do filme "O iluminado", do mestre do cinema Stanley Kubrick. "É um Cadillac sem motor. Não se pode fazer nada com ele, exceto admirá-lo como escultura." Além das discordâncias sobre o roteiro, King preferia Michael Moriarty para o papel que consagrou Jack Nicholson.




7- Stephen King foi atropelado por uma van Dodge azul claro em 19 de junho de 1999, durante uma caminhada. Fraturas no joelho, o lado direito do quadril, costelas, coluna lesionada e um corte profundo na cabeça que exigiu 21 pontos figuram entre as lesões. Ele passou por várias cirurgias, todas elas incluindo diversos procedimentos e ficou quatro semanas no hospital.




8- Devido a grande quantidade de analgésicos fortes que precisava tomar, Stephen King voltou a ter problemas com vício. Ele estava "limpo" há dez anos. Desta vez, ele diz que levou cerca de duas semanas para largar de vez o vício.




9- King tem três filhos com sua esposa Tabita: Joe (também escritor), Naomi (ministra da Primeira Igreja Universalista) e Owen (mais um escritor).




10- Steve tocava guitarra na banda de Rock "The Rock Bottom Renmainders", aparentemente extinta.




Ele teve uma infância difícil, uma adolescência complicada, de família pobre. Mas seu amor pelos livros e pela leitura lhe deu um novo objetivo, um novo caminho. E hoje ele é um ícone, uma marca, uma referência em sua área. Para mim, o melhor escritor. Vale a pena! Leria até sua lista de compras...rs




Comentários

Postagens mais visitadas