20º LIVRO DO ANO

"O SEMINARISTA", RUBEM FONSECA



"O seminarista", romance policial de Rubem Fonseca, foi o segundo livro que recebi da TAG, em janeiro... desde então, ficou na estante esperando sua vez. E chegou!

A história é muito boa, interessante mesmo. Eu devorei o livro em um dia, uma lida. Foi a indicação do Luis Fernando Veríssimo. É o tipo de história que você não consegue parar. São capítulos curtos, com muitos diálogos e por isso fica muito fácil de ler, muito fluido.

O seminarista do título é um matador profissional, conhecido como o Especialista, ele foi expulso do seminário por comportamento libidinoso, mas não perdeu nem o gosto por livros nem a mania de citar frases em latim. Ele é solitário, gosta de ouvir rock e frequentar sebos  no centro do Rio de Janeiro. Não lê jornais para não ter notícias sobre quem executou. Quem lhe passa o "serviço" é um homem que ele chama de Despachante e tudo funciona muito bem. O Especialista está convicto de que só assassina gente que não presta e é incapaz de fazer mal a um animal - qualquer um. Para ele é um serviço: está feito, está feito. Até que um dia decide se aposentar. 

Mas, com o passado que tem, a coisa não será tão simples assim... Acontecimentos estranhos fazem com que ele não tenha escolha e volte a fazer o que sabe fazer melhor: matar.

É um romance policial de qualidade, bem escrito, que tem a vantagem de ser interessante de uma maneira diferente do que o habitual para esse gênero. A linha de tempo fica bem clara para o leitor, o que torna a experiência de leitura rápida, mas marcante.

Um tiro.

Boa leitura!


Comentários

Postagens mais visitadas