53º LIVRO DO ANO

"A REDENÇÃO DO ANJO CAÍDO", FABIO BAPTISTA


Este livro está disponível na Loja Kindle da Amazon e por enquanto somente o ebook. O autor paulistano me surpreendeu por se arriscar num tema tão rico e difícil, já que envolve crenças, tradições e dúvidas, mas acredito que ele foi muito feliz no encaminhamento que deu a sua criação. Particularmente, posso dizer que fazia tempo que um livro não me pegava por essa temática.

Aqui a versão no meu Kindle...

...e aqui a descrição, caso você se interesse.


Não é necessário ser muito religioso para compreender o mote do enredo: o diabo está entediado. Após anos  e anos a espera do que será a grande guerra chamada Armagedon e a volta do filho de Deus, Lúcifer, Estrela da Manhã, um dia se vê analisando sua existência e chega a conclusão que não valeu muito a pena. Então, decide ir até seu Pai e propor a paz. Ele quer ser aceito de novo no reino dos céus e voltar a exercer seu papel de "preferido" de Deus, o primogênito, a primeira criação do Altíssimo. Deus, porém, estabelece uma provação: ele deve voltar a Terra como humano e, nessa condição sem usar nenhum de seus poderes angelicais, deve fazer algo que beneficie toda a Terra. O prólogo e os capítulos iniciais, inclusive, são maravilhosos, muito bem escritos. 

Apesar de um pouco receoso, Lúcifer topa o desafio e se vê em pleno centro de uma grande cidade do Brasil, em vestes de morador de rua e tendo o desafio de encarar o mundo que tão bem ele conhece como um reles mortal. E assim começa a aventura de Lúcifer, o Portador de Luz, Estrela da Manhã... Em momento algum é citado o nome da cidade, mas claramente vê-se que é São Paulo e mesmo as descrições dos lugares são facilmente identificáveis para quem conhece o centro, situações cotidianas. Eu, inclusive, consegui situar alguns acontecimentos em lugares que costumo frequentar tamanha a descrição fiel que Fabio realiza. 

Gostei muito da história, devorei o livro em praticamente um dia. A história é muito bem conduzida, interessante o tempo todo. Não tem momentos de grande queda no ritmo, o enredo mantém-se todo o tempo interessante. A temática religiosa sempre é um terreno perigoso, mas o autor soube dosar bem os personagens, estabelecendo entre eles e nós uma certa empatia. Fabio Baptista conseguiu colocar realismo em passagens de acontecimentos descritos no céu ou no inferno que pareceriam apenas uma reescrita da Bíblia se ele não tivesse conseguido transformar momentos como discussões entre "velhos conhecido ou mesmo a descrição da vida no inferno. Talvez haja um excesso de gírias modernas demais, referências aos "memes" da internet que correm o risco de datar a história, mas o risco pode valer a pena para atrair um público imediato mais jovem. 

Enquanto eu lia, me peguei pensando em muitas coisas que me incomodavam quando eu era mais jovem, como isso de  acreditar ou não em algo, em questionar e me sentir culpada por estar questionando o que para mim foi muito prazeroso de encontrar descrito num livro. Hoje em dia eu acredito que devem existir pessoas que não conhecem (e por isso não temem) as histórias da bíblia, porque já estamos com uma geração de jovens pais que não tiveram contato com religião (por exemplo, eu tive muito por conta de minha avó, minha filha já teve bem menos porque eu não sou religiosa e provavelmente meus netos não terão quase nada), mas a questão do Bem e do Mal e a Guerra existente entre ambos ultrapassa o tempo e está entranhado no nosso subconsciente. Por isso, achei muito interessante a maneira como Fabio colocou os personagens. Lúcifer se identifica muito com os humanos, ele é mais próximo de nós do que gostaria, já que eles julga os humanos como tão inferiores. Muito rápido os problemas do cotidiano de qualquer ser humano vão se sobrepondo aos seus propósitos maiores. E, estranhamente, eu me identifiquei muito com os sentimentos de Lúcifer... Que coisa, o diabo ser assim tão humano...rs

Gostei muito da leitura, gostei da composiçaõ dos personagens e recomendo sim um jovem autor brasileiro!

BOA LEITURA!

Comentários

Postagens mais visitadas